Aldo Rebelo defende o ministro da Saúde

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, defendeu hoje o ministro da Saúde, Humberto Costa, que estaria em situação fragilizada em virtude de investigações de denúncias de fraudes em licitações em seu ministério. "O que eu sei é que toda investigação no Ministério da Saúde foi realizada e está sendo conduzida a pedido do ministro da Saúde", disse Rebelo. Ele, no entanto, disse não ter informações a respeito de notícia publicada hoje no O Estado de S. Paulo sobre o recebimento de doações para sua campanha ao governo de Pernambuco, em que Costa foi derrotado por Jarbas Vasconcelos, do PMDB, de duas empresas contratadas por ele anteriormente, sem licitação, quando Costa era secretário de Saúde de Recife. Trata-se da Liber Conservação e Serviços Gerais e da Essencial Serviços de Vigilância.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.