Aldo Rebelo confia que obras do Maracanã não atrasarão

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que a saída da Delta Construções do consórcio para a reforma do Maracanã não vai prejudicar as obras do estádio, palco da final da Copa do Mundo de 2014. A empreiteira decidiu suspender os aportes para a reforma do Maracanã esta semana, quando deixou de repassar mais de R$ 6 milhões proporcionais à sua participação no consórcio.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

21 de abril de 2012 | 13h13

Aldo está confiante de que as obras no estádio não terão atraso e serão concluídas no prazo previsto, de fevereiro de 2013. "Não acredito que a saída da Delta prejudique as obras do Maracanã", disse o ministro.

No dia 1º de maio a construtora vai oficializar sua saída do consórcio responsável pela reforma do estádio. É a primeira baixa contabilizada pela empresa desde que começaram a surgir denúncias de envolvimento da construtora no financiamento do esquema de corrupção capitaneado pelo contraventor Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.

Tudo o que sabemos sobre:
CopaobrasestádioCPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.