Aldo quer aprovar emenda sobre voto secreto nesta terça-feira

O presidente da Câmara, Aldo Rebelo, pretende votar ainda na manhã desta terça-feira, a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Mas antes está prevista a conclusão de votação do projeto que cria a Timemania, que teve a apreciação interrompida no dia 23 de março. Desde então, a pauta da Câmara foi ocupada por medidas provisórias.Na Câmara, já há quórum suficiente para iniciar as votações. Como se trata de lei complementar, o projeto da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas precisará de 257 votos, no mínimo, para ser aprovado.À tarde, a Câmara deverá votar a proposta de emenda constitucional que acaba com o voto secreto no Congresso. Por causa de divergências sobre a abrangência do voto aberto, os líderes acordaram que permanecerá secreta a votação para eleger as mesas diretoras da Câmara e do Senado. De acordo com o líder da minoria, José Carlos Aleluia (PFL-BA), que está negociando o texto que será votado, os parlamentares ficariam sujeitos a grande pressão do governo, caso a eleição para os presidentes da Câmara e do Senado fosse aberta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.