Aldo nega que convidou Grael e Campeão para o Esporte

O novo ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PC do B-SP), conversou hoje com o velejador Lars Grael. No início da semana, ele também jantou com Nadia Campeão, ex-secretária municipal no governo da prefeita Marta Suplicy (PT). O ministro disse ao Grupo Estado que não fez, nem para Grael nem para Nádia Campeão, convites para assumirem cargos na pasta.

RUI NOGUEIRA E JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

03 de novembro de 2011 | 19h22

"Eu postei um twitter dizendo que queria comer uma pizza com a Nádia Campeão. Comi a pizza e conversei. Depois postei um twitter chamando para um café o Lars Grael, que conhece a estrutura do Esporte, já trabalhou aqui e tem conhecimentos suficientes. É fundamental conversar com ele, mas eu não fiz convite nem ao Lars Grael nem à Nádia Campeão", disse o ministro ao Estado.

A reportagem quis saber se, mesmo não tendo feito convite nesta quinta, Lars Grael e Nádia Campeão não podem vir a integrar a equipe. Aldo respondeu: "Já fiz convites, mas não posso falar em nomes de pessoas que estão refletindo sobre as propostas de trabalho. Cada coisa a seu tempo: não posso dizer que eles (Grael e Nádia) não estarão aqui. Só posso dizer que eles não foram convidados."

Depois de ter sido secretária municipal dos Esportes de São Paulo, Nádia Campeão é hoje a dirigente máxima do PCdoB estadual. Ela é agrônoma e chegou a estar cotada para assumir, na prefeitura de Gilberto Kassab (PSD), a secretaria especial da Copa de 2014.

Hoje sem partido, Grael foi secretário Nacional de Esporte no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), também assumiu a secretaria estadual da Juventude, Esporte e Lazer, de onde saiu em 2006. Grael chegou a ser filiado ao DEM e, depois, ao PPS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.