Aldo inicia viagem de uma semana à Inglaterra e China

O presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), inicia hoje uma viagem de pouco mais de uma semana ao Reino Unido e à China, em companhia do vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS). A assessoria da Câmara informou que, em Londres, Rebelo fará palestras sobre a situação política e econômica do Brasil e, na China, ele assinará acordo de cooperação entre a Câmara dos Deputados e a Assembléia do Povo, o parlamento chinês.Rebelo e Albuquerque participarão sábado, no Palácio de Westminster, sede da Câmara dos Comuns (a Câmara dos Deputados britânica) em Londres, de um encontro com integrantes do Grupo Interparlamentar de Amizade Reino Unido-Brasil. Em seguida, o presidente da Câmara participará de almoço com empresários, na Câmara Brasileira de Comércio na Grã-Bretanha, onde ele fará uma apresentação sobre a situação econômica do Brasil e o papel do Congresso Nacional nas reformas econômicas.Em outra palestra, esta no Canning House, instituto que realiza estudos sobre a América Latina, Aldo Rebelo falará sobre as perspectivas das eleições presidenciais e a situação política brasileira. Em seguida à palestra, ele dará entrevista coletiva a jornalistas brasileiros e britânicos.Já em Pequim, Rebelo e o presidente da Assembléia do Povo, Wu Bangguo, assinarão, no próximo dia 19, o Memorando de Entendimento para Intercâmbio entre as Câmaras brasileira e chinesa. No dia 20, Rebelo se encontrará com o presidente da China, Hu Jintao, e com a vice-presidente da Assembléia do Povo, Gu Xiu Lian.No último dia da viagem, o presidente da Câmara visitará as obras da Vila Olímpica de Pequim, onde serão realizados os Jogos Olímpicos de 2008. Participará, ainda, de reunião com representantes do governo chinês para debater investimentos externos bilaterais.Antes de Pequim, Rebelo fará visita de quatro dias a Xangai, onde ele se reunirá, dia 16, com o cônsul-geral do Brasil naquela cidade, João de Mendonça Lima Neto. No dia 17, ele terá um café da manhã com empresários locais, presentes empreendedores dos setores de eletrônica, informática e siderurgia, entre outros. À tarde, ele se encontrará com o presidente da Assembléia Municipal de Xangai, Gong Xueping. No dia seguinte, ele visitará o porto de Yangstan, um dos maiores do mundo, e a Assembléia Distrital de Pudong.Ontem, o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, levou ao presidente da Câmara os termos de um acordo assinado entre o Brasil e a China na área de energia. O acordo foi firmado em Pequim, em junho, e é resultado de negociações realizadas em 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.