Aldo diz que será candidato à prefeitura de São Paulo

O deputado federal Aldo Rebelo (PC do B) descartou ontem qualquer possibilidade de o bloquinho de esquerda no Congresso se aliar ao PT da ministra do Turismo, Marta Suplicy, nas eleições de outubro. Principal articulador de uma candidatura própria do grupo, o parlamentar afirmou que já tem o apoio da maioria das legendas do bloco e tende a ser confirmado nos próximos dias como mais um nome na briga pela Prefeitura de São Paulo. Aldo afirmou que já aderiram à sua pré-candidatura PSB e PRB, além do PC do B. A única pendência dentro do grupo é o PDT, que, de acordo com ele, ainda não retirou formalmente a pré-candidatura do deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical. ?O bloquinho tomou a decisão de ter candidato próprio?, afirmou o ex-presidente da Câmara, reconhecendo que, além de Paulinho, a também deputada Luiza Erundina (PSB) chegou a ser colocada como pré-candidata. ?Mas o PSB, o PRB e, claro, o PC do B já caminharam para apoiar a minha candidatura.?Apesar de ter surgido como um dos nomes mais fortes no bloquinho, Paulinho foi abalado pelas denúncias sobre seu envolvimento num esquema de desvio de recursos do BNDES, deflagrado pela Operação Santa Tereza da Polícia Federal. Erundina, por sua vez, enfrentou resistências dentro do próprio PSB para se lançar candidata e passou a trabalhar para ser vice de Marta no caso de uma aliança. Ontem, o presidente do PSB paulista, deputado federal Márcio França, afirmou que as conversas ainda estão em curso, mas admitiu que é muito provável que Aldo seja confirmado pré-candidato do bloco. ?Estamos 90% fechados em torno do nome dele?, disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.