Aldo diz que Lula foi ´prudente´ na disputa da Câmara

O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB), disse nesta quarta-feira que se sentiu rejuvenescido com a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que o considerava como filho, assim como o deputado Arlindo Chinaglia (PT), seu adversário na disputa pela presidência da Câmara. "Eu respeito e compreendo a posição do presidente. Ele é chefe do Executivo. Ao mesmo tempo em que respeito e compreendo, tenho a gratidão por me sentir mais jovem", disse Aldo. Segundo o presidente da Câmara, quando há uma disputa na esfera do poder Legislativo, a expectativa é sempre de que o chefe do Executivo seja prudente. "O presidente Lula adotou uma atitude de prudência", afirmou. Lula havia dito que trata Chinaglia e Aldo como filhos e que nunca vai a favor de um filho. "Vou sempre tentar uma conciliação. Eu gostaria que eles se colocassem de acordo e tivessem um único candidato", disse. Aldo minimizou o apoio formal do PP e PTB ao candidato Arlindo Chinaglia (PT-SP), que será anunciado ainda nesta quarta. "Isso confirma que Arlindo Chinaglia tem votos nos dois partidos e que eu também tenho voto nas duas bancadas e demonstra que a eleição será decidida no dia 1º de fevereiro", ressaltou. Ele disse ainda que sua candidatura vem crescendo e conseguindo apoios em vários partidos. Aldo considerou mais uma vez legítima a candidatura do deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR). Ele destacou o caráter democrático da disputa na Câmara e evitou comentar sobre o eventual segundo turno. "Estou trabalhando para ganhar em primeiro turno", disse. Aliados de Aldo consideram que a decisão do PSDB de apoiar Fruet significou um revés na candidatura de Chinaglia. Já os aliados de Chinaglia avaliam que o maior prejudicado será Aldo porque os deputados que podem votar em Fruet não votariam mesmo em Chinaglia.

Agencia Estado,

17 Janeiro 2007 | 17h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.