Aldo diz por que mantém apartamento e casa funcionais

O presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). reafirmou, hoje, que não há ilegalidade no fato de ele manter o apartamento funcional da SQN 302, ao tempo em que ocupa a residência oficial (uma casa) da residência Câmara, no Lago Sul em Brasília.De acordo com reportagem da TV Bandeirantes, a sogra de Rebelo, de nome Maria, mora no apartamento funcional. Aldo justificou a situação afirmando que, quando assumiu a presidência, consultou se poderia manter o apartamento, pois resistia a mudar de casa, porque tem, no apartamento, uma biblioteca de mais de 3.000 livros, móveis e vários objetos pessoais. Segundo disse, ele obteve como resposta que poderia manter o apartamento funcional.Aldo justificou que a prática mostrou que era preciso usar a residência oficial, porque ele se via obrigado a manter encontros e reuniões típicos do cargo. Dessa forma, acabou mudando para a casa, mas mantendo suas coisas no apartamento. Segundo ele, sua sogra mora com ele e sua família há 16 anos. "O que posso é dizer a minha sogra que ela não pode mais ir lá, se for este o caminho ou a alternativa", disse Aldo, destacando não ver ilegalidade em manter o apartamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.