Aldo contabiliza apoio de 17 governadores para reeleição

O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) calcula o apoio de 17 governadores a sua campanha pela reeleição. O líder do governo na Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), no entanto, contesta as informações divulgadas pelo adversário.Nesta segunda-feira, o governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), telefonou a Aldo manifestando sua posição a favor da candidatura. Na terça, Aldo se encontrará à tarde com o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (PFL), embora o partido já tenha lhe manifestado apoio. Também está previsto para esta semana um encontro do presidente da Câmara com um grupo de deputados do PSDB.Aldo telefonou para o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) e disse ao colega que não vai interferir no movimento do qual Gabeira é um dos coordenadores e que pretende lançar uma candidatura alternativa à presidência da Casa.O grupo de deputados que defende um terceiro candidato - além de Aldo e Arlindo Chinaglia (PT-SP) - reúne-se nesta segunda-feira, em São Paulo, para acertar o programa de trabalho na Câmara. O movimento ainda não escolheu um representante para a disputa e um dos principais cotados é o próprio Gabeira.Aldo, que disse considerar legítima qualquer candidatura ao comando da Casa, contabiliza o apoio dos governadores dos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Amazonas, Maranhão, Roraima, Goiás e Distrito Federal.Chinaglia, que contesta os números divulgados por Aldo, se reunirá nesta tarde com coordenadores de sua campanha para traçar o plano de trabalho para esta semana. Na quarta-feira, o candidato petista viajará para o Rio Grande do Sul, onde pretende se reunir com deputados gaúchos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.