Aldo consulta assessoria para definir ordem de votação de cassações

O presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), decidiu consultar a assessoria jurídica da Casa antes de definir a ordem de votação dos pedidos de cassação no plenário. A ordem de chegada dos cinco processos analisados no Conselho de Ética é diferente da ordem de votação no colegiado e Rebelo quer ter segurança no momento de elaborar a pauta do julgamento e não ser criticado por beneficiar ou prejudicar algum dos acusados.Durante o período de convocação, o conselho concluiu os processos contra os deputados Wanderval Santos (PL-SP), Roberto Brant (PFL-MG), Professor Luizinho (PT-SP), Pedro Corrêa (PP-PE) e Pedro Henry (PP-MT). O processo contra o deputado Wanderval foi o primeiro enviado à Mesa pelo conselho, mas ele ainda espera votação de recurso na Comissão de Constituição e Justiça. Aldo afirmou que espera votar os cinco processos até o fim de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.