Aldeia modelo servirá de pólo de debates sobre índios

O Instituto Arapoty inaugurou neste sábado, em que se comemora o Dia do Índio, a opy (Casa de Rezas) da Aldeia do Saber Sagrado, em Itapecerica da Serra. Segundo o diretor da organização, Kaká Werá Jacupé, trata-se do primeiro passo para transformar o espaço em uma aldeia modelo, um pólo para discussão de propostas para os povos indígenas brasileiros, envolvendo sábios e chefes de diversos aldeamentos. Durante o evento, que contou com um ritual de purificação, também foram soltos periquitos, em meio a preces por paz, serenidade e harmonia.Em setembro, com o apoio da Unesco, o local receberá um atyguaçu, um conselho para o qual se esperam representantes de 80 representantes de povos guarani, pataxó, cariri e caigangue de todo o País. O objetivo também é levar o conhecimento destes valores para a sociedade. A opy foi construída em um workshop de três meses com moradores da região. Haverá programas pagos de plantas medicinais, educação ambiental, danças sagradas e cultura indígena.Com apoio da prefeitura, de doações particulares, de empresas e de ONGs, o Arapoty pretende estabelecer ali viveiros de espécies nativas. O instituto, que fica na Universidade de São Paulo (USP), preocupa-se em repensar a convivência do índio com a comunidade. Na Região Sudeste, há 4 mil pessoas vivendo em agrupamentos indígenas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.