Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Alcolumbre: 'Não se trata de ouvir velha ou nova política, mas de ouvir a política'

'Ele (Bolsonaro) precisa ouvir as liderança políticas, precisa ouvir os presidentes de partido', disse o presidente do Senado

André Ítalo Rocha, Daniel Weterman, Mateus Fagundes e Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2019 | 13h07

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), defendeu, nesta sexta-feira, 5, o papel dos políticos na reforma da Previdência. Durante fórum do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em Campos do Jordão (SP), ele afirmou que o presidente Jair Bolsonaro acertou ao começar a conversar com dirigentes partidários e que o chefe do Planalto precisa liderar a articulação do governo para aprovar a proposta. 

"Ele precisa ouvir as liderança políticas, precisa ouvir os presidentes de partidos, não se trata de ouvir a velha ou a nova política, se trata de ouvir a política", disse Alcolumbre, pontuando que é a política que vai decidir o futuro dos brasileiros. "O presidente da República tem que liderar esse debate como presidente, como líder máximo da nação, orientando."

Para Alcolumbre, a rodada de conversas do presidente com os partidos - realizada na quinta - "é o único caminho que nos teríamos para termos o apoio dos parlamentares para dialogar e para debater essa reforma".

Alcolumbre destacou ainda que os senadores não vão se submeter a pressões corporativas. Mas declarou que quem criminalizar a política vai comprometer o futuro no País. "A política não vai se dissociar dos interesses do povo brasileiro", afirmou. O presidente do Senado elogiou o ministro da Economia, Paulo Guedes, que estava no mesmo debate, afirmando que Guedes tem sido um "ponta de lança de uma bandeira" que não seria mais do governo, mas do Brasil. 

Alcolumbre disse não saber se a conversa do presidente com líderes de partidos políticos terá efeito na reforma da Previdência. Politicamente, pontuou Alcolumbre, Bolsonaro tomou a decisão correta. "Não posso dizer se vai surtir efeito, espero que sim. Mas, politicamente, é correto conversar com os presidentes de partidos", disse o presidente do Senado ao Estadão/Broadcast. 

Tudo o que sabemos sobre:
Davi Alcolumbre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.