Alckmin vê disputa mais dura para o PSDB no 2º turno da capital paulista

Governador também evitou falar sobre a questão da segurança pública na Grande São Paulo

Gerson Monteiro, especial para O Estado de S.Paulo, Aparecida

12 de outubro de 2012 | 15h40

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta sexta-feira, 12, que a capital paulista deve ser palco de uma disputa eleitoral acirrada. Após participar de uma coletiva de imprensa em Aparecida, onde assistiu à missa solene no Santuário Nacional, Alckmin foi questionado pelo Estado sobre a cidade em que o PSDB tem maior dificuldade nas eleições. "É uma pergunta difícil de responder, mas nós estamos disputando o segundo turno em São Paulo".

Durante a coletiva, o governador também evitou comentar sobre segurança pública - somente na Grande São Paulo foram 19 mortes em três dias esta semana. Ao ser questionado sobre o crescente número de mortes na Grande São Paulo, Alckmin respondeu apenas que o governo colocou mais 5 mil policiais militares nas ruas para auxiliar o efetivo atual no combate ao crime.

Alckmin elogiou a votação que o candidato derrotado Alexandre Blanco (PSDB) recebeu em São José dos Campos, o maior colégio eleitoral da região do Vale do Paraíba, e disse que acredita numa vitória do PSDB no segundo turno na cidade vizinha Taubaté - PSDB e PT disputam votos de pouco mais de 200 mil eleitores.

"Democracia. Eleição você ganha, eleição você perde. O que é importante? Ter na derrota altivez, na vitória humildade. Tem lugar que você ganha, tem lugar que você perde", disse ao comentar a derrota em São José dos Campos.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012Geraldo AlckminPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.