Alckmin se reúne com representantes da polícia

O governador de São paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), reuniu-senesta segunda-feira com representantes de 14 entidades das Polícias Militar Civil e Científica.No encontro, ocorrido por volta das 20h30, ele explicou os critérios adotados pelo governo para os índices de reajustes dossalários das categorias e ouviu propostas e sugestões para aumentar os salários dos policiais.?O governo vai avaliar todas asquestões colocadas e vamos voltar a conversar?, disse Alckmin. ?Foi uma conversa boa, buscando soluções.?Os representantesdas polícias, apesar de insatisfeitos com os índices de 6% a 10% propostos pelo Estado, conversaram com o governador sobre apossibilidade de um aumento parcelado, que chegasse ao 41,04% pretendidos por eles.?Concordamos com esse reajuste paracomeçar a sair do sufoco, mas sem abrir mão da possibilidade de parcelar o restante?, disse a presidente do Sindicato dosPeritos Criminais, Maria Márcia da Silva Kesselring.Para o presidente da Associação de Sargentos e Sub-tenentes da PM, o sargento Hélio César da Silva, a reunião desta segundadeve render frutos.?Respeitamos todos os limites do governo e propusemos alternativas, e acreditamos que ele vai rever esse reajuste.?Asentidades, além do reajuste, apresentaram uma série de reivindicações de benefícios indiretos. Os principais dizem respeito ahabitação, alimentação e assistência médica.Eles esperam que o governo possa, dentre outras coisas, criar linhas de créditopara financiar imóveis para os policiais.?Considero essa reunião um avanço, porque o governo ouviu as entidades, e acho quevamos avançar e chegar aos 41,04%, mesmo que seja em oito vezes?, disse o presidente da Associação dos Cabos e Soldados,cabo Wilson de Moraes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.