Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Alckmin se reúne com Livres e diz que Landau 'é craque'

Governador esteve no Rio de Janeiro para começar a preparação da campanha presidencial; ele se reuniu com a Juventude Nacional do PSDB

Luna Denise, O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2018 | 16h18

Em plena pré-campanha para a Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, passou toda a manhã e o início da tarde no Rio de Janeiro para três reuniões de preparação para a jornada que o espera em 2018. 

A primeira foi um café da manhã com o Livres (ex-PSL), da economista Elena Landau, ex-PSDB, que deixou o partido no mês passado  dizendo que a “agenda do PSDB envelheceu”. Além de Elena, estiveram presentes o  presidente do Livres, Paulo Gontijo, e Diogo Costa, do diretório de São Paulo. 

Ao ser perguntado pela Broadcast/Estadão se a economista que deixou o PSDB poderia integrar o seu governo em caso de vitória, Alckmin limitou-se a dizer: “Ela é uma craque”.

Landau foi uma árdua defensora e a executora de boa parte do programa de privatização do governo Fernando Henrique Cardoso, quando era diretora de o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  Já falando como candidato, Alckmin afirmou várias vezes publicamente que pretende privatizar várias estatais e adotar uma agenda reformista.  

“Foi uma boa conversa sobre essa aproximação com os movimentos sociais e políticos”, disse apressado ao sair do hotel no Centro do Rio,  onde foram realizadas as reuniões. A pressa, segundo ele, se devia ao voo marcado para retornar a São Paulo. 

Juventude 99% Alckmin

Por volta das 10h, o governador se reuniu pela primeira vez com a executiva recém-eleita da com a Juventude Nacional do PSDB, formada por 13 jovens do partido. Vieram também os 27 presidentes estaduais da Juventude Nacional, informou o líder da articulação da Juventude no Congresso Nacional, Herbert Pimenta, do diretório de Sergipe.

O Nordeste é um dos principais focos de Alckmin na campanha deste ano, segundo fontes da Juventude Nacional, depois da região ter feito a diferença na disputa de 2006, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venceu o candidato do PSDB. 

Segundo Pimenta, responsável por levar aos parlamentares as pautas da Juventude do PSDB, o grupo é 99% Alckmin, “porque sempre tem um pra contrariar”, e não vê chance do partido ir com outro candidato às eleições deste ano.

Alckmin  falou aos participantes do encontro no início do seu discurso que este "será um ano decisivo" para o partido, tanto no âmbito federal como estadual.  "Nosso foco é crescimento, inclusão e sustentabilidade", afirmou. 

O terceiro e último encontro foi como diretório do PSDB no Estado do Rio, liderados pelos deputados Otávio Leite e Luiz Paulo Côrrea, também no sentido de alinhar a campanha nacional com as estaduais.

“Foram três encontros muito proveitosos”, avaliou Alckmin ao deixar o hotel. Brincando, o governador disse que agora iria alugar um apartamento no Rio, “de tanto que eu vou vir para cá agora”, disse ao entrar no carro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.