FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Alckmin recebe Maia e líderes do DEM para jantar no Palácio dos Bandeirantes

Encontro, que ocorre em meio à pressão dentro do PSDB pelo desembarque do partido do governo, só apareceu na agenda oficial dos convidados depois das 17h30 desta segunda-feira; os convidados foram embora sem falar com a imprensa

Igor Gadelha e Marcelo Osakabe, O Estado de S.Paulo

24 Julho 2017 | 17h57

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu na noite desta segunda-feira, 24, dirigentes do DEM no Palácio dos Bandeirantes. O encontro, que começou por volta das 21h30, durou uma hora e meia e contou com a presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), do ministro da Educação, Mendonça Filho (PE), do senador e presidente da sigla, José Agripino Maia (RN), e dos deputados Efraim Filho (PB) e Rodrigo Garcia (SP).

O jantar, que não constava na agenda oficial de nenhum dos convidados até 17h30 desta segunda-feira, ocorre em meio à pressão dentro do PSDB pelo desembarque do partido do governo do presidente Michel Temer (PMDB). Pré-candidato declarado a presidente da República em 2018, o governador paulista, no entanto, ainda tem dado declarações dúbias sobre um eventual rompimento dos tucanos com Temer. 

Os convidados foram embora sem falar com a imprensa. Segundo a assessoria de Alckmin, a reunião tratou da conjuntura política e das reformas que tramitam no Congresso. 

Responsável por conduzir a votação na Câmara da denúncia por corrupção passiva da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer, Maia tem se mostrado distante do Palácio do Planalto desde que a denúncia começou a tramitar na Casa. Na última terça-feira, 18, ele e Temer tiveram um atrito, após o presidente da República convidar parlamentares dissidentes do PSB a se filiarem para o PMDB. Maia se irritou com o gesto, uma vez que também tenta atrair pessebistas descontentes para o DEM. 

Temer acionou ministros para tentar desfazer o mal-estar e negou que tivesse convidado dissidentes do PSB para se filiarem ao PMDB. Para tentar mostrar que o mal-estar estava resolvido, Temer foi até a residência oficial de Maia na noite da própria terça-feira, onde participou de jantar ao lado de ministros e deputados. Na quarta-feira, Temer ofereceu jantar no Palácio do Jaburu a Maia e a integrantes do DEM, como Mendonça Filho e ACM Neto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.