Alckmin rebate ironia de Lula ao PSDB

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin criticou em Washington o presidente Lula, que na quarta-feira ironizou o indefinição do PSDB para escolher seu candidato à presidência da República dizendo que o partido da oposição era tão confuso quanto o PT nos anos 80. "O presidente deveria se preocupar mais com o seu governo, para diminuir o seu desgoverno, do que com o quintal do vizinho, disse Alckmin em entrevista exclusiva para a Rádio Eldorado. "O que está faltando no país é governo eficiente. Menos retórica e mais trabalho". Alckmin preferiu não se estender muito ao ser perguntado sobre possibilidade de prévias no partido para a escolha do candidato. Segundo ele, o que existe, da direção do partido, é uma proposta de entendimento. "Não há razão para discutir critérios de disputa se não está definido que haverá disputa." O governador afirmou que a decisão sobre a candidatura será coletiva e não de um indivíduo. "O PSDB vai estar unido", disse, acrescentando que o importante é que "o governo do PT não merece nem um dia a mais de mandato. Alckmin está em Washington, onde assinou um contrato de financiamento de US$ 15 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para preservação da Mata Atlântica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.