Alckmin: reajuste para servidores do ensino sai amanhã

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou hoje que anunciará amanhã o reajuste salarial dos servidores da rede estadual de ensino. Alckmin não informou o porcentual que será concedido, mas a expectativa é de que seja anunciada uma política salarial, ou seja, um sistema de aumento escalonado ao longo dos quatro anos de mandato.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

10 de maio de 2011 | 17h46

Uma política salarial para os profissionais do ensino - professores e demais servidores - é um dos principais projetos do secretário de Educação, Herman Voorwald, que tem defendido, desde sua indicação ao cargo, a instituição de medidas de valorização dos docentes. A rede estadual tem hoje 220 mil professores.

"O foco do governo é educação", disse o governador. "É aluno mais tempo na escola. É investir no professor, na valorização do professor, no estímulo do professor", afirmou, após a inauguração da Escola Técnica Estadual (Etec) de Barueri, cidade da região metropolitana de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãosalárioSPAlckminservidores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.