Alckmin promete aumento de 1% nos repasses aos municípios

O pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, prometeu aumentar em um ponto porcentual o Fundo de Participação dos Municípios, que iria de 22,5% para 23,5%, caso venha a ser eleito. O ex-governador paulista foi aplaudido pelos cerca de 2 mil prefeitos que ouviram seu pronunciamento na 9ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, nesta quarta-feira.Alckmin defendeu o que chamou de um "ambicioso" programa de reformas, a começar pela reforma fiscal. "Considero o atual modelo tributário esgotado. Ou fazemos as reformas necessárias, ou seremos o último da fila, pois ninguém vai esperar o Brasil", disse. O ex-governador fez a ressalva de que não tem como prometer "mágica" aos prefeitos. "Mas quero olhar nos olhos de vocês e dizer que vou suar a camisa para aumentar os investimentos. Acredito no investimento público e quero investir de forma descentralizada", afirmou, insistindo que, na reforma tributária, vai rediscutir a partilha dos recursos e também das responsabilidades. A rediscussão é fundamental, segundo ele, porque alguns municípios têm verdadeiras fortunas enquanto outros têm uma população numerosa e desassistida. Alckmin arrancou aplausos quando citou o ex-governador paulista Mário Covas (PSDB) e defendeu a tese de que é preciso fazer política de uma forma "mais leve e não carrancuda". No entender de Alckmin, "política é coisa de amor ao próximo, de quem gosta de gente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.