Alckmin pede votos para Serra em evento de campanha sem o candidato

Foi o primeiro de uma série de eventos que o governador deve protagonizar nas próximas semanas

Bruno Boghossian, de O Estado de S. Paulo

08 de agosto de 2012 | 23h35

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), pediu votos para o nome de seu partido à Prefeitura da capital paulista, José Serra, em um ato de campanha sem a presença do candidato. Foi o primeiro de uma série de eventos que Alckmin deve protagonizar durante as próximas semanas, quando Serra não estiver disponível para encontrar sua militância. Aliados disseram no palanque que, nesta quarta-feira, 8, à noite, o candidato estava "sem voz".

Aliados do governador duvidavam de seu empenho na campanha de Serra. Apesar de os dois serem correligionários, já disputaram internamente a indicação para concorrer à Presidência da República em 2006 e a liderança do PSDB em São Paulo. Alckmin garantiu seu engajamento, mesmo quando Serra não estiver presente.

"Zero possibilidade de não (participar). Eu vou fazer todo o empenho pelo Serra e estou muito confiante. Eu acho que ele pode fazer uma bela campanha. Nenhuma eleição é fácil, mas é uma eleição em que ele é o franco favorito", afirmou o governador.

Em seu discurso, Alckmin elogiou o candidato tucano e pediu que os militantes façam campanha por sua eleição.

O governador destacou a parceria que pretende empreender com Serra caso o candidato volte à Prefeitura e enalteceu projetos em andamento no Estado, como a expansão do metrô e a construção de novas unidades de saúde.

"O Serra pediu para eu não esquecer de falar do metrô", disse Alckmin a cabos eleitorais levados a um clube da zona sul por candidatos a vereador da coligação. "Vamos fazer uma dobradinha, como Neymar e Ganso."

O vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD) fez um discurso na mesma linha. "Prefeito que não tem governador ao lado vai fazer menos do que gostaria", afirmou.

Mais tarde, Alckmin rebateu a tentativa de outros candidatos, como Gabriel Chalita (PMDB), de colar as imagens em seu governo.

"Os candidatos podem falar o que quiserem, mas eu sempre deixei claro que sou um homem de partido e acho que o PSDB escolheu o seu melhor candidato", disse.

No fim do evento, Alckmin foi abordado por um menino que gritava: "Serra, Serra, tira uma foto comigo!". Bem-humorado, respondeu: "Estou representando bem".

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012alckminserra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.