Alckmin passa mal e cancela agenda neste domingo

Candidato à Prefeitura de SP teve uma indisposição alimentar e foi levado ao Incor, em São Paulo

Andréia Sadi, do estadao.com.br

27 Julho 2008 | 12h47

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin, cancelou sua agenda neste domingo, 27, devido a uma indisposição alimentar e foi levado ao Instituto do Coração (Incor), por volta da meia noite do último sábado. Segundo a sua assessoria, o ex-governador passa bem e deve ser liberado na segunda-feira, 28.   "Ele voltou de Bogotá ontem e fizemos agenda o dia inteiro. O médico achou melhor ele fazer exames e repousar para se preparar para o debate da Band", disse. O primeiro debate de TV com os candidatos à prefeitura de São Paulo será realizado na próxima quinta-feira na Rede Bandeirantes. Os oito candidatos convidados, dos 11 que participam da disputa, confirmaram presença.   O candidato está acordado e passa bem. Sua assessoria informou que o médico do candidato, David Uip, diagnosticou uma intoxicação alimentar agravada por uma diverticulite, doença não grave que o candidato tem há algum tempo.     Para este domingo, estava prevista na agenda do tucano uma visita a favela de Heliópolis. O vice Campos Machado (PTB) o substituiu.   Alckmin desembarcou cedo no último sábado de uma viagem de dois dias a Bogotá, na Colômbia, e seguiu direto para Paraisópolis - favela com 80 mil habitantes, 8% abaixo da linha de miséria, 15 mil analfabetos - , onde retomou sua campanha.   Matéria atualizada às 18h53.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.