Alckmin: parecer sobre candidatura é importante

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), avaliou de forma positiva, mas sem entrar em detalhes, o parecer do procurador-geral eleitoral, Geraldo Brindeiro, favorável à candidatura de vices que sucederam titulares. "O parecer é importante, mas a decisão final será do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Então, há que se aguardar o pronunciamento do TSE", disse Alckmin.O parecer de Brindeiro, encaminhado ontem ao TSE, favorece a candidatura de Alckmin a governador em 2002. Alckmin, entretanto, reafirmou que a sucessão paulista não deve ser discutida neste momento. "A questão da eleição não está na minha agenda. Este ano é de trabalho, dedicação", disse Alckmin.Na avaliação de Alckmin, discutir o processo sucessório neste momento é precipitado. Ele voltou a afirmar que não pretende entrar nesse debate e lembrou que o presidente Fernando Henrique Cardoso tem reiterado a mesma opinião. Alckmin não classifica de campanha a presença do ministro da Saúde, José Serra, acompanhando Fernando Henrique, em eventos da área, como ocorreu na semana passada."É impossível o presidente fazer um evento da saúde ou da educação e os ministros dessas áreas não estarem presentes. Mas o próprio presidente tem desaconselhado o debate sucessório; ainda falta um ano e meio para a eleição", disse Alckmin. Segundo ele, a companhia de Serra não significa, necessariamente uma predileção do presidente pelo ministro da Saúde. "Se há predileção, só o presidente pode responder", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.