Alckmin nega intenção de trocar PSDB pelo PTB

Tuma (PTB-SP) havia dito que o seu partido aguarda eventual saída de Alckmin para lançar o seu nome em 2010

Guilherme Meirelles, da Agência Estado

08 de janeiro de 2009 | 18h21

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), em nota distribuída à imprensa, negou nesta quinta-feira, 8, que tenha intenção de trocar o PSDB pelo PTB para disputar as eleições estaduais no próximo ano.   Em entrevista concedida na quarta-feira à Agência Estado, o senador Romeu Tuma (PTB-SP) afirmou que o seu partido aguarda uma eventual saída de Alckmin do PSDB para lançar o seu nome ao governo do Estado de São Paulo. Tuma elogiou "a forte presença eleitoral de Alckmin no interior", ressaltando que este aspecto vai ao encontro do processo de criação de novas regionais do PTB em cidades do interior paulista.   Veja a íntegra da nota:   Em razão de notícias recentemente veiculadas pela Imprensa, que cogitam de minha eventual mudança partidária, reitero a firme e clara determinação de permanecer filiado ao PSDB, partido que muito me honra ter ajudado a fundar e pelo qual pretendo continuar a trabalhar em benefício do povo de São Paulo e do Brasil - Geraldo Alckmin.

Tudo o que sabemos sobre:
Geraldo AlckminPTBPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.