Alckmin nega envolvimento do secretário Andrea Calabi

O secretário de Planejamento do Estado de SãoPaulo, Andrea Calabi, não tem nenhum envolvimento com a investigação que a empresa Kroll fez para a Brasil Telecom e atingiu ogoverno federal. A garantia foi dada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). "Não existe nenhumenvolvimento do Andrea Calabi. Reportagem publicada na edição de hoje do jornal Folha de S. Paulo, na qual revela que as invetigações feitas pela Kroll chegaram ao governo Lula, é transcrito parte de um dos relatórios feitos pela empresa, onde Andrea Calabi, que é ex-presidente do BNDES, é apontado como um dos representantes da TI, que ainda mantém relação próxima com a empresa e sua direção.A Kroll foi contratada pela Brasil Telecom para investigar a Telecom Itália (TI), companhia controlada pelo banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity. Segundo a reportagem, o objetivo do contrato era investigar Telecom Itália, companhia com a qual o Opportunity disputa o controle da Brasil Telecom. Ele foi apenas presidente do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômicoe Social (BNDES) durante o governo Fernando Henrique Cardoso e nada mais" , assegurou o governador.Sem querer prolongar sua avaliação para o tema, Alckmin disse apenas que "ninguém tem direito de fazer investigação que nãoesteja prevista em lei" e que espera que o episódio seja investigado e seus executores punidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.