Alckmin não vê problema em Fleury presidir CPI do Banespa

A indicação do ex-governador de São Paulo, deputado federal Luiz Antonio Fleury Filho (PTB-SP), para presidir a CPI do Banespa não deve influir no trabalho de investigação do caso, de acordo com avaliação do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB-SP). "Não vejo nenhum problema na indicação dele", disse. "Além disso, é uma decisão do Congresso Nacional e cabe a mim respeitar a decisão de outros poderes."Ex-governador na época da intervenção, em dezembro de 1994, Fleury sucedeu Orestes Quércia. Os dois são tidos como responsáveis pela quebra do Banespa. Instalada quarta-feira na Câmara, a CPI investigará a intervenção federal e a privatização do banco. "Fleury é presidente de uma comissão colegiada e que terá um relator. Portanto, o conjunto buscará esclarecer tudo de maneira isenta", disse Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.