Alckmin manda recado a Lula: ?Não é pecado ser criticado?

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), saiu hoje em defesa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ironizado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por causa da cobrança de ações efetivas em seu governo, sobretudo na área econômica. O governador não citou o nome de Lula, mas mandou o recado: "Não é pecado ser criticado e não há razão para irritação. O presidente Fernando Henrique tem agido com ponderação e é sempre uma voz que deve ser ouvida pela sua experiência e pelo seu espírito público." Na opinião do governador de São Paulo, é muito importante o Brasil contar com a opinião balizada e ponderada do ex-presidente FHC, a quem ele classifica de estadista. Alckmin ponderou, ainda, que as críticas servem para que o governante tenha a chance de explicar o seu ponto de vista e mostrar suas ações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.