Alckmin lideraria sem Kassab, diz diretor do Ibope

O pior cenário para a pré-candidata do PT à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, seria a saída do prefeito Gilberto Kassab dessa disputa. A avaliação foi feita hoje pelo diretor de Atendimento e Planejamento do Ibope, Hélio Gastaldi, após divulgar pesquisa de intenção de voto na capital paulista. Ele explicou que a eventual saída de Kassab "consolidaria a liderança do ex-governador tucano Geraldo Alckmin nas eleições municipais". Para Gastaldi, a saída do tucano Geraldo Alckmin da disputa não iria tirar, pelo menos no atual cenário, a liderança da petista Marta Suplicy. "Se Alckmin saísse da disputa, não complicaria tanto a vida da Marta", afirmou.O diretor do Ibope disse que a pesquisa divulgada hoje não deve se alterar significativamente até o início do horário eleitoral gratuito. "Na pesquisa espontânea, por exemplo, percebemos que uma parte do eleitorado ainda desconhece a candidatura Alckmin", afirmou. A pesquisa Ibope divulgada hoje, sob encomenda do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região (Setcesp), mostra a liderança da pré-candidata do PT, Marta Suplicy, com 30% das intenções de voto, seguida pelo ex-governador tucano Geraldo Alckmin, com 28%. Como a margem de erro é de quatro pontos porcentuais, os dois estão tecnicamente empatados. Já o prefeito Gilberto Kassab (DEM) aparece em terceiro lugar, com 13% das intenção de voto. Paulo Maluf (PP) vem em seguida, com 9%. Brancos e nulos estão na faixa de 8% e 3% não sabem ou não opinaram. O levantamento ouviu a opinião de 602 pessoas acima de 16 anos residentes na capital.Na pergunta espontânea, onde não aparece o nome dos pré-candidatos, os representantes do PT, DEM e PSDB aparecem tecnicamente empatados: Marta com 13%, Kassab com 10% e Alckmin com 9%. O número de pessoas que não sabe ou não opinou é elevado, com 49%, e os que disseram que vão votar em branco ou nulo somam 12%. O Ibope também perguntou qual o interesse das pessoas por essas eleições municipais. Dos entrevistados, 31% disseram que não têm nenhum interesse, 30% afirmaram ter interesse médio, 21% disseram ter muito interesse e 16%, pouco interesse.O diretor do Ibope acredita que o interesse do eleitorado também poderá se elevar com o efetivo início da campanha eleitoral e início da propaganda eleitoral. Apesar de Kassab aparecer em terceiro lugar na pesquisa estimulada realizada pelo instituto, Hélio Gastaldi acredita que o atual prefeito poderá ter alguma vantagem no horário eleitoral gratuito, por causa da aliança com o PMDB, que lhe dá o maior tempo de exposição no rádio e televisão. "A aliança com o PMDB é favorável a Kassab por causa do tempo na TV e rádio", disse. A próxima pesquisa do Ibope/Setcesp sobre as eleições em São Paulo será divulgada dentro de um mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.