Alckmin libera verba para saúde

Ao chegar a Caraguatatuba, o governador Geraldo Alckmin foi ao velório dos agentes de trânsito mortos por um ex-policial, atendendo o pedido do prefeito da cidade, Antonio Carlos da Silva (PSDB). Depois, na Praça de Eventos da cidade, entregou dez ambulâncias para os prefeitos do litoral paulista e anunciou a liberação da verba de R$1,3 milhão, que será distribuída entre as Secretarias de Saúde de 19 cidades. Os recursos serão usados em hospitais dos municípios beneficiados, principalmente para ampliar os serviços de emergência e fazer frente à demanda de turistas da alta temporada. As cidades de Taubaté, São Luiz do Paraitinga e Paraibuna, que ficam no caminho entre a capital e o Litoral Norte, vão receber juntas R$ 210 mil para hospitais e atendimentos emergenciais. A verba começa a ser repassada em janeiro. Com uma hora de atraso, Alckmin chegou a São Luiz do Paraitinga acompanhado de lideranças políticas do Vale do Paraíba e da população, que lotou a praça central. Na cidade, entregou outros 15 veículos, um investimento de R$ 587 mil. Além das viaturas, 38 para toda a região, Alckmin entregou quatro máquinas rodoviárias agrícolas do projeto Pró-Terra, que vão atender as vias rurais de seis municípios. "É o nosso incentivo para o pequeno produtor", disse o governador.Em coletiva, Alckmin anunciou que em março deve fazer mudanças no secretariado, mas não revelou nenhum novo nome, nem disse quem vai deixar o cargo. "Quatro secretários são deputados e certamente vão concorrer às eleições, por isso, em abril, já teremos feito as mudanças" informou. O governador disse que para 2002 deve aumentar em 18% os investimentos em segurança pública. "É o desafio para o ano que vem, reduzir ainda mais os índices de violência no Estado". Disse ainda que continuará priorizando os recursos para educação e saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.