Alckmin lamenta morte de presidente do TJ-SP

Governador afirmou que pretende comparecer ao velório no Salão dos Passos Perdidos, sede do Judiciário paulista

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

26 de janeiro de 2011 | 14h26

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) lamentou a morte do presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SP), Antonio Carlos Viana Santos, ocorrida na madrugada nesta quarta-feira, 26. De acordo com Alckmin, Viana Santos era uma pessoa "positiva" e que dedicou sua vida à magistratura. O governador afirmou que pretende comparecer ao velório no Salão dos Passos Perdidos, sede do Judiciário paulista, no centro de São Paulo.

 

"Eu quero trazer os meus sentimentos à família do doutor Viana Santos. Nós estivemos juntos muitas vezes e fizemos entendimentos sobre muitas questões do Poder Judiciário", disse Alckmin, após palestra em São Paulo para alunos de uma escola de ensino privada. "Ele é uma pessoa que dedicou toda sua vida à magistratura, com enorme espírito público e correção."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.