Alckmin inaugura 1º escritório da ONU em SP

O governo paulista vai inaugurar nesta quinta-feira, 9, às 18h, o primeiro Escritório Compartilhado das Nações Unidas em São Paulo. A cerimônia terá a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do diretor executivo do Pacto Global da ONU, Georg Kell.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

08 de maio de 2013 | 16h29

De acordo com nota da ONU, o Escritório Compartilhado tem como objetivo "incentivar o desenvolvimento de um trabalho integrado entre os organismos do Sistema ONU no Brasil na promoção do desenvolvimento humano sustentável". Para que seja considerado um Escritório Compartilhado, o espaço comum precisa abrigar pelo menos duas entidades da ONU em conjunto com o Escritório de Coordenação do Sistema.

Além deste novo escritório em São Paulo, o Sistema ONU no Brasil conta uma Casa das Nações Unidas em Brasília - a sede da Coordenação e de outros organismos no País - e um Escritório Compartilhado da ONU em Salvador (BA).

Segundo nota do governo estadual, neste primeiro momento, o escritório abrigará o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC) e a Rede Brasileira do Pacto Global das Nações Unidas. Futuramente, de acordo com a nota, o número de agências poderá ser ampliado. A ONU Mulheres (Entidade das Nações Unidas para a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres) também deve se transferir para o local.

O termo de permissão de uso do 14º andar do Edifício Cidade IV, no centro da capital, para abrigar o escritório compartilhado foi assinado no início de março. A inauguração estava prevista anteriormente para o fim de abril.

Também em março deste ano o governo paulista anunciou outras ações em âmbito internacional, como a criação do Grupo de Trabalho (GT) bilateral São Paulo-Estados Unidos, com o objetivo de desenvolver projetos e programas de cooperação nas áreas de Educação; Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação; Segurança e Justiça; Comércio e Investimento e Cooperação bilateral com a África.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUescritórioSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.