Alckmin evita falar sobre realização de prévias

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deixou o almoço com os principais líderes do PSDB evitando falar sobre a eventual realização de prévias para a escolha do candidato à Presidência, apesar de o presidente da legenda, senador Tasso Jereissati, ter saído do mesmo encontro admitindo essa possibilidade. Alckmin, que fez questão de destacar sua vontade de disputar a Presidência durante o almoço com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador de Minas, Aécio Neves, e o próprio Tasso, defendeu que não há motivos para debater o critério de escolha no atual momento. "Isso não foi discutido, nem há razão de se discutir", afirmou o governador logo após a reunião realizada no Palácio dos Bandeirantes. "Acho que agora é hora de ouvir, de conversar".Segundo o governador, a conversa de hoje foi positiva, lhe permitiu reiterar sua intenção de "trabalhar pelo Brasil" e de deixar clara sua disposição em construir um entendimento dentro do PSDB. Apesar de manter o tom evasivo durante a entrevista que concedeu aos jornalistas, Alckmin destacou que sua reunião com a cúpula tucana representou mais um passo nas negociações para vencer a disputa pela vaga do PSDB para a eleição deste ano.O governador também insistiu que não há necessidade de se ter pressa na definição do nome, mas lembrou que a decisão não deverá passar do mês de março. "Isso não precisa ser resolvido já, nem passará de março. Demos mais um passo". Perguntado sobre qual seria este passo, Alckmin apenas encerrou a entrevista e passou a palavra para o presidente do PSDB.Pouco antes, o governador também voltou a dizer que os procedimentos em torno da escolha do candidato tucano fazem parte do processo político caracterizado pela conversa e pela busca do entendimento. "Política é conversa". Na avaliação do governador, este processo "está em boas mãos". "O presidente Tasso, Fernando Henrique e Aécio estão fazendo um grande trabalho de escutar o partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.