Alckmin espera que novos ministros façam bom trabalho

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), evitou comentar a reforma ministerial anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Alckmin, que foi paraninfo da turma de engenheiros agrônomos da Unesp de Jaboticabal, afirmou que "cargo de ministro é cargo de confiança do presidente. Posso desejar que os novos ministros façam um bom trabalho". O governador afirmou que a disposição de São Paulo é "de ajudar e de ser parceiro" para o que ele considera os grandes desafios do País: gerar empregos, renda e trabalho. "Temos confiança de que 2004 será um ano melhor, o quadro internacional não aponta crises, ou seja, com um céu de brigadeiro", afirmou Alckmin. O governador paulista disse que São Paulo sofre como todo o País em relação ao aumento de 12,5% na taxa de desemprego e do mesmo porcentual na renda do trabalhador no primeiro ano do governo Lula. "Ainda mais com um crescimento do PIB de apenas 0,3% no período", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.