Alckmin encaminha lei de pequenos precatórios

O governo paulista envia amanhã à Assembléia Legislativa paulista projeto de lei pedindo autorização para o pagamento imediato de precatórios de pequeno valor. O limite definido é de até R$ 10 mil. "Até R$ 10 mil reais nos vamos pagar, na frente, os chamados precatórios não-alimentares. E se o precatório for de R$ 11 mil? Bom, se abrir de mil reais, nós pagamos também", disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). De acordo com a emenda constitucional nº 30, lembra Alckmin, se houver uma lei aprovada na Assembléia, o precatório alimentar pode ser pago rapidamente. Alckmin estima em cerca de R$ 10 milhões a soma total de precatórios de pequeno valor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.