Alckmin elogia disposição de Marta na renegociação da dívida

O governador de São Paulo, GeraldoAlckmin (PSDB), classificou hoje como positiva a intençãoda prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), de oferecer ajudaao prefeito eleito José Serra (PSDB) e ao próprio governopaulista para renegociar a dívida junto à União. Para Alckmin, aatitude da petista pode ajudar. "Todo espírito de colaboração,de união é positivo", afirmou. Ele disse que a oferta "foi umgesto positivo da prefeita, já que a questão não é do partido Aou do partido B, mas sim uma questão da cidade". Na última sexta-feira (05), Marta mostrou-se disposta aajudar Serra a renegociar a dívida do município, hoje em R$ 29,5bilhões, o que representa duas vezes o orçamento municipal desteano. O governador voltou a afirmar que a renegociação dadívida esbarra em dois caminhos. Um deles seria a mudança doindexador, passando do IGP para o IPCA. O outro, comentouAlckmin, é alongar o prazo. Aniversário - Alckmin, que completa hoje 52 anos,foi recebido com festa - com direito a bolo - , pela manhã, emGuaianazes, na zona leste da capital, onde assinou noveconvênios com associações comunitárias de São Paulo,Itaquaquecetuba e Suzano para viabilizar a produção de 940apartamentos pelo programa Pró-Lar Mutirão Associativo. Ogovernador também assinou ordens de serviço autorizandoassociações a darem continuidade a obras de 1.544 apartamentosna capital paulista e em Embu. Segundo dados da Secretaria de Estado da Habitação, aotodo são 2.484 apartamentos e R$ 33 milhões repassadosdiretamente para as associações comunitárias. Os apartamentospossuem, em média, área útil de 40 metros quadrados. Alckmin confirmou ainda que está trabalhando paraintegrar os 39 municípios da região metropolitana de São Paulo.O governador comentou que a intenção é que haja um planejamentomaior. Amanhã, o governador se reúne, no Palácio dosBandeirantes, com o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.Na pauta do encontro, repasse de recursos para o governopaulista e a campanha do desarmamento. O governador antecipouque serão assinados convênios na reunião de amanhã referentes aos fundos de segurança e penitenciário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.