Alckmin é o candidato do PSDB à Presidência, diz fonte

Depois de um tumultuado processo de disputa interna, o PSDB anuncia, logo mais, o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como o escolhido para disputar a Presidência da República, segundo informou fonte ouvida pela Agência Estado. O anúncio oficial será feito às 16 horas no Palácio dos Bandeirantes.Neste momento, os dirigentes da legenda já estão sendo informados da decisão fechada, após uma conversa reservada entre os dois postulantes à cabeça de chapa do partido nas eleições majoritárias, Geraldo Alckmin e o prefeito da capital, José Serra. O que pesou na decisão final foi o fato de o prefeito ter anunciado ao presidente nacional da sigla, senador Tasso Jereissati (CE), que estava fora do páreo. Além disso, contribuiu também para o desfecho o apoio majoritário costurado pelo governador dentro da sigla.Último capítuloTasso Jereissati e os governadores que estão participando da consulta sobre a definição do candidato tucano à Presidência da República, evitaram confirmar que o escolhido é o governador Geraldo Alckmin, em função da desistência de Serra de concorrer à vaga. Tasso, que acaba de deixar o Hotel Hyatt, na zona sul da capital paulista, onde almoçou com governadores tucanos, disse que atenderá a imprensa às 16 horas no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. "É o último capítulo do começo da história", disse.A declaração de Tasso foi dada em resposta à brincadeira feita pelo governador de Minas, Aécio, com os jornalistas presentes ao local. "Vocês vão sentir falta dessa novela". Tasso, Aécio e outros governadores tucanos seguem para o Palácio dos Bandeirantes, onde devem se encontrar com o governador paulista, Geraldo Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.