Alckmin e Mello reúnem-se na quinta-feira

O governador de São Paulo, GeraldoAlckmin (PSDB), decidiu marcar para quinta-feira umencontro com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF),ministro Marco Aurélio Mello, com o objetivo de discutirsoluções sobre o pagamento de milhares de precatórios devidospelo Estado. A decisão foi tomada após Alckmin receber do STF ameaçasde intervenção federal. A atitude de Alckmin interrompeu umsilêncio de quase um mês, desde que Mello enviou ofícios a 15governadores, convidando-os a debater acordos para evitar ojulgamento de pedidos de intervenção federal por falta depagamento de precatórios. Segundo o STF, São Paulo é o Estado campeão, com 1.549solicitações de intervenção federal, com pareceres favoráveis daProcuradoria-Geral da República. Ameaçado por apenas um pedido,o governador do Pará, Almir Gabriel (PSDB), esteve hoje no STF efechou um acordo para pagar 24 precatórios alimentares, que sãodívidas decorrentes de salários, principalmente. O governadorda Paraíba, José Maranhão (PMDB), também fechou um pacto com otribunal. Além de Alckmin, os governador do Rio de Janeiro,Anthony Garotinho (PSB), e do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra(PT), agendaram conversas com o presidente do STF para os dias11 e 12, respectivamente. Contra o Rio de Janeiro, existemquatro pedidos de intervenção e, no Rio Grande do Sul, 22,segundo o órgão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.