Alckmin e Marta sobem o tom no bate-boca

O governador Geraldo Alckmin e a prefeita Marta Suplicy voltaram a trocar acusações hoje, através da imprensa. "Marta Suplicy é ótima para criticar; pena que não sabe prefeitar", disse o governador tucano. A prefeita petista retrucou que Alckmin é "desinformado" e está "abalado" por causa da ameaça dos apagões, que, por sua vez, são reflexo da "incompetência" do PSDB. O governador participou hoje da inauguração de sistema de coleta e afastamento de esgotos do Programa Guarapiranga, na Zona Sul de São Paulo. Lá, ele disse aos repórteres que a prefeita Marta Suplicy está mal informada sobre o projeto de despoluição do Rio Pinheiros. A prefeita de São Paulo tem criticado a proposta do governo estadual por não ter consultado o Comitê de Bacia do Alto Tietê e os prefeitos da região; segundo ela, a reversão do Rio Pinheiros poderia comprometer ainda mais o uso da represa Billings para abastecimento de água. As críticas de Marta Suplicy foram feitas na semana passada, durante seminário na Universidade de São Paulo (USP), que discutiu o projeto de flotação, que permitiria despoluir o rio e voltar a bombear água do Pinheiros para a Billings e quadruplicar a produção de energia na Usina Hidrelétrica de Henry Borden, em Cubatão, no sopé da Serra do Mar.Na conversa com os repórteres, hoje de manhã, Alckmin afirmou que "Marta Suplicy é ótima para criticar, mas não sabe prefeitar". Durante o evento, o governador criticou os buracos nas ruas da cidade ou a falta de investimento em hospitais da Prefeitura de São Paulo. Disse ainda que constantemente lê críticas da prefeita ao seu governo , mas sempre evitou fazer críticas à administração municipal, "mas é só andar na rua e ver como a cidade está".Ao saber das declarações do governador, Marta Suplicy tentou amenizar a situação, dizendo apenas que Geraldo Alckmin devia estar de mau humor quando fez esses comentários. Citou que os dois estão criando parcerias e que o governador sabe das dificuldades que a Prefeitura de São Paulo vem enfrentando. A prefeita frisou que é "bobagem" responder a Geraldo Alckmin dessa forma e que não queria divergir do governador. Pouco depois depois, no entanto, ao chegar a um campo de futebol, na região do Butantã, zona oeste da capital paulista, ela mudou de idéia. Chamou os jornalistas e disse: "O governador está totalmente desinformado. Nós tapamos 79 mil buracos em três meses, sendo que o Pitta só tapou 55 mil em um ano. Eu me pergunto porque ele não falou essas coisas quando o Pitta era prefeito", afirmou. Em relação à questão do apagão, a prefeita disse que Alckmin deve estar "meio abalado porque é de responsabilidade dele a privatização de energia no Estado de São Paulo. Ele está abalado com a incompetência do PSDB".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.