Alckmin é favorito em São Paulo, indica Ibope

Intenção de voto no tucano supera ou iguala a soma dos índices de todos os adversários

Daniel Bramatti, O Estadao de S.Paulo

03 de julho de 2009 | 00h00

Pesquisa Ibope a que o Estado teve acesso indica que o tucano Geraldo Alckmin poderia vencer no primeiro turno se a eleição para o governo de São Paulo fosse hoje. Em outros cenários, com Aloysio Nunes Ferreira como candidato da situação, quem lidera é Paulo Maluf (PP), isoladamente ou em situação de empate técnico com Marta Suplicy (PT).Ciro Gomes, do PSB, aparece em terceiro ou quarto lugar, a depender da lista de candidatos apresentada aos entrevistados.Nos sete cenários pesquisados, o Ibope avaliou até o potencial do prefeito da capital, Gilberto Kassab, como eventual candidato da aliança PSDB-DEM à sucessão do governador José Serra. Sem tucanos na disputa, Kassab assume a ponta. O prefeito, porém, tem negado a intenção de se candidatar.As intenções de voto em Alckmin variam de 42% a 51% (veja quadro) - seu porcentual supera ou iguala a soma dos índices dos adversários. Aloysio Nunes Ferreira, chefe da Casa Civil do governo José Serra e também apontado como pré-candidato do PSDB, oscila entre 3% e 4% nos cenários pesquisados pelo Ibope.OPOSIÇÃOCiro, apontado como possível candidato em uma aliança entre o PT e o PSB, chega, no máximo, a 12% das intenções de voto. Seu potencial eleitoral, porém, pode ser maior, pois nas listas em que seu nome aparece também consta o de Marta Suplicy. É improvável que algum petista concorra se Ciro for candidato - e o inverso também é verdadeiro.Marta, a petista mais bem colocada no levantamento, já disse ao partido que não pretende se candidatar ao governo. O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, que aparece com 6% em seu melhor cenário, não pretende confirmar a candidatura antes do julgamento, no Supremo Tribunal Federal, do processo em que é acusado de violação de sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa. Outro possível pré-candidato do PT, o ministro da Educação, Fernando Haddad, tem apenas 2% de intenção de votos.Maluf lidera, com 20%, quando Alckmin não aparece na lista de candidatos e Palocci é colocado como o nome do PT. Com Marta na disputa, o ex-governador, ex-prefeito e deputado tem 19%, e a ex-prefeita chega a 16%.Márcia Cavallari, diretora executiva do Ibope, alerta que a pesquisa, por ser feita com muita antecedência em relação à eleição de outubro de 2010, é muito influenciada pelo chamado "recall" - nomes mais conhecidos levam vantagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.