Alckmin diz ser normal comitê conjunto 'Edualdo'

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou neste domingo, 13, que é "absolutamente normal" que existam em São Paulo os comitês "Edualdo" - chapa Eduardo Campos presidente e Geraldo Alckmin governador. O PSB, partido de Campos, está coligado à chapa de Alckmin no Estado e dirigentes da sigla afirmam que a legenda vai explorar a dobradinha em cidades do interior.

RICARDO CHAPOLA, Agência Estado

13 de julho de 2014 | 15h13

"Isso é absolutamente normal. Nós ficamos muito honrados com a participação do PSB e do Marcio França (na chapa). Quem for do PSB, o seu candidato à Presidência da República é o Eduardo Campos. Nós do PSDB, é o Aécio Neves", disse o governador após vistoriar obras da CPTM em Suzano, na região metropolitana.

O PSB planeja montar 40 comitês "Edualdo". Candidato a vice na chapa de Alckmin, o deputado Márcio França (PSB) é o principal articulador da dobradinha, considerada "estratégica" para buscar eleitores tradicionais do PSDB. Por isso, o PSB coordenará e bancará o custo das estruturas "Edualdo" - pelo menos 23 comitês já estão com imóvel alugado -, bem como do material de campanha. Adesivos , faixas e camisetas começam a ser produzidos essa semana.

Alckmin realizou neste domingo mais uma vistoria, estratégia adotada pelo tucano para compensar as proibições impostas por lei a agentes públicos que, como ele, disputam a reeleição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.