Alckmin diz que vai contratar 6 mil policiais se for eleito

Candidato tucano ao governo de São Paulo concedeu entrevista ao programa SP TV

Jair Stangler / SÃO PAULO, Estadão.com.br

16 de agosto de 2010 | 19h56

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou nesta segunda-feira, 16, que irá aumentar a presença de policiais nas ruas em todo o Estado de São Paulo e afirmou que irá contratar mais 6 mil homens. Em entrevista ao SP TV, o tucano afirmou que "os homicídios caíram muito no Estado de SP nós tínhamos 12.800 hoje são 4.600. Houve uma redução de um terço, e nós vamos reduzir ainda mais."

 

Ainda segundo ele, "é uma guerra que precisa vencer batalha todo dia. E nós vamos vencer, com a polícia motivada, valorizando policial, presença do policial na rua, com mais 6 mil homens, evitando escolta de preso para fórum, fazendo por videoconferência, radiodigitalização, completar toda a parte tecnológica - viatura com laptop, palmtop, gps, e inteligência policial. E polícia comunitária. Nós pretendemos dobrar. Hoje nós temos cerca de 500 postos de polícia comunitária e nossa meta é chegar a mil postos. Ter polícia perto do bairro, junto da população que conhece a comunidade para proteger a população."

 

Saúde - Alckmin prometeu ampliar os ambulatórios de especialidades e os hospitais de retaguarda. "A pessoa precisa internar, precisa ser operada, precisa ter o hospital do SUS de graça e com qualidade para a população", disse.

 

Tietê - O candidato também falou sobre o avanço das obras para despoluir o Tietê. Segundo ele, a mancha de poluição que estava em Barra Bonita retrocedeu 120 quilômetros. De acordo com os tucanos, os municípios operados pela Sabesp - metade dos 645 municípios do Estado - tem um nível de coleta do Esgoto de mais de 85% e um nível de tratamento de Esgoto de mais de 70%. O tucano afirma que os municípios da região metropolitana que poluem o Tietê não são operados pela Sabesp. "É continuar esse trabalho. Agora nós vamos ter o projeto Tietê 3, que abrange a região oeste da grande SP, Osasco, Carapicuíba, Barueri, todos esses municípios vão ter esgoto coletado e tratado."

 

Educação - Nessa área, o tucano prometeu fortalecer o ensino médio junto com o ensino técnico. "Fortalecer o nosso jovem para ele ter condições de fazer simultaneamente o médio e o técnico. No Ideb, SP foi a primeira colocada da 5ª à 8ª, segunda de 1ª à 4ª e terceira no ensino médio".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.