Alckmin diz que vai apoiar quem o PSDB escolher

O governador Geraldo Alckmin disse hoje que quem quer que seja o escolhido pelo PSDB como candidato à presidência da República, inclusive o prefeito José Serra, terá seu apoio. "Eu vou apoiar quem o PSDB escolher. Vou apoiar o Geraldo Alckmin, que vai ser o escolhido", disse bem-humorado, em visita ao Instituto Butantã. Alckmin negou que seja cogitado um pacto entre ele e Serra para um apoiar o que for escolhido. "Não há necessidade nenhuma de pacto. É óbvio que o tucano que for escolhido terá o apoio de todos nós. Isso é questão de caráter, não é questão de pacto", afirmou. Também negou que tenha cogitado continuar no governo do Estado e ser ministro de Serra, caso ele seja o candidato e ganhe as eleições. "Imagine. Nem discuti essa história de ministério. Isso dá um azar danado", brincou. Segundo o governador, nada está definido quanto quem será candidato do partido, mas quem o for terá que calçar "as sandálias da humildade". "Temos que escolher um candidato olhando no futuro", acrescentou.O governador criticou a política monetária do governo federal e os altos juros. "É evidente que houve erro no trabalho", atacou. "O cenário internacional é de céu de brigadeiro e o Brasil está perdendo todas as oportunidades", disse. Alckmin esteve esta manhã no Instituto Butantã para vistoriar as obras de construção da fábrica de vacinas contra gripe comum no Estado, que deve começar a funcionar no segundo semestre deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.