Alckmin diz que SP tomou medida correta sobre guerra fiscal

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje estar confiante de o que litígio judicial entre São Paulo e demais Estados será evitado. Ele classificou como correta a decisão tomada em julho. No final do mês passado, o governo paulista baixou portaria restringido a entrada no Estado de produtos amparados por benefícios fiscais. Agora, Amazonas, Bahia, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte e Distrito Federal ameaçam entrar na Justiça contra São Paulo. "Tenho confiança de que se vai buscar um entendimento que evite litígio judicial", comentou Alckmin, acrescentando que o Estado da Bahia já teria dito que vai procurar um entendimento sem recorrer ao poder judiciário. "Ontem o governador do Amazonas (Eduardo Braga) também me ligou e eu conversei com ele", contou. Alckmin acrescentou que tem o dever de lutar pelos direitos da população do Estado de São Paulo. "Nós cumprimos a legislação. Na realidade, a população perde com a guerra fiscal. Quem ganha é o dono da empresa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.