Alckmin diz que saída de Aécio do PSDB é 'especulação'

O ex-governador e provável candidato a prefeito de São Paulo, Geraldo Alckmin, tratou como "mera especulação" informações de que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, pode deixar o PSDB para se filiar ao PMDB, na condição de ser candidato à Presidência da República. Alckmin lembrou que Aécio é também um dos fundadores do PSDB, tem uma história e que não vai abandoná-la "sem mais nem menos". Sobre o suposto dossiê que teria saído da Casa Civil da Presidência com levantamento das contas do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Alckmin defendeu que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve também abrir os seus dados. "Deve igualmente dar explicações à sociedade sobre a razão pela qual fez o dossiê e porque só informa os dados do ex-presidente Fernando Henrique", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.