Alckmin diz que polícia está pressionando bandidos

O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) disse que a madrugada violenta, com recorde de 24 mortes, de ontem para hoje, é resultado do bom trabalho da polícia. "O que está tendo é muita morte entre bandido, entre quadrilha. O governo está apertando; o trabalho forte da polícia continua", afirmou Alckmin, dando a entender que o que aconteceu foi uma guerra entre criminosos pressionados pelas investigações da polícia. Ainda na questão da segurança, Alckmin afirmou que não viu o programa eleitoral do PFL, exibido na noite de ontem, quando a governadora e presidenciável Roseana Sarney (Maranhão) destacou a questão da segurança pública. No programa, ela apontou a falta de comando na PM como principal problema nessa área."Não vi o programa, mas acho que ela está corretíssima em abordar esse tema. Aliás é um tema mundial, é um problema dos grandes centros urbanos", disse Alckmin. Segundo ele, a discussão sobre a questão da segurança e as possíveis soluções devem ser abordadas por todos os partidos políticos.PesquisaAlckmin rebateu o resultado de pesquisa encomendada pelo próprio PSDB na qual o governo paulista é mal avaliado na questão da segurança. "Não estou preocupado com pesquisa e sim com a população. Estamos tomando medidas efetivas no combate à criminalidade", afirmou Alckmin. O governador disse ainda que não há nenhuma novidade nas investigações do caso Celso Daniel. Alckmin participou hoje pela manhã de evento na Bovespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.