Alckmin diz que não pediram para ele desistir da pré-candidatura

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) negou que tenha sido demovido de deixar de ser pré-candidato do partido à Presidência da República, em outubro próximo. "Estamos na disputa", garantiu. O governador confirmou ter se encontrado com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, em São Paulo. "Quando fui estimulado pelos dois", afirmou,o governador em Bauru, no interior do Estado, onde esteve para vistoriar obras da duplicação da rodovia Bauru-Marília.O comando do PSDB decidiu ontem que no prazo de um mês, até 10 de março, vai escolher o candidato tucano à Presidência. O acerto foi feito durante um almoço reservado entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves.Reunidos no tradicional Clube São Paulo Athletic, em Higienópolis, os caciques do partido acordaram que até essa data terá de ser construído um consenso para que haja a definição entre o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital, José Serra. O anúncio, porém, deve ser feito mais adiante, ainda em março, provavelmente depois das prévias do PMDB, marcadas para dia 19.No encontro de ontem, Fernando Henrique e Aécio decidiram ainda marcar uma nova rodada de negociação. Desta vez, com a presença dos dois principais interessados na disputa: Alckmin e Serra. As reuniões serão realizadas entre quarta e sexta-feira, também na capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.