Alckmin diz que é cedo para oficializar candidato tucano

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta terça-feira (4) ser "cedo" para discutir o nome do candidato tucano à Presidência da República em 2014. Na última segunda-feira (3), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), lançaram o senador Aécio Neves (MG) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Agência Estado

05 de dezembro de 2012 | 09h00

"Eu acho o Aécio um grande nome, foi um grande governador de Minas Gerais, é um senador de honra do Brasil, um grande nome. Tem todas as qualificações para tamanha responsabilidade, mas acho que essa questão de escolha de candidato tem de ser mais para frente. Mais para a segunda metade do ano que vem", disse Alckmin em visita a Cubatão, na Baixada Santista, segundo o Valor Online.

O governador disse ainda não ser "favorável a antecipar disputa eleitoral". "Acho que encurta o governo", completou.

Aécio também manifestou que não pretende antecipar a corrida eleitoral. Em resposta aos tucanos que o lançaram candidato na segunda-feira, o senador mineiro afirmou que "cumprirá seu papel", mas declarou que não vai "queimar etapas". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2014PSDBAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.