Alckmin diz que campanha se faz com 'respeito'

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse neste sábado (19) que campanha deve ser feita com "respeito" ao comentar a provocação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que, no dia anterior, disse "não saber quantos banhos por dia está tomando o governador".

JOSÉ ROBERTO CASTRO E ISADORA PERON, Agência Estado

19 de julho de 2014 | 15h49

"Eu acho que a campanha se faz com respeito e educação. É isso que a população espera de nós e é isso que eu vou fazer", afirmou Alckmin, depois de participar de uma caminhada na zona sul de São Paulo ao lado do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, e do candidato do partido ao Senado por São Paulo, José Serra.

O comentário de Lula foi feito durante ato do PT na Praça da Sé, em apoio à candidatura de Alexandre Padilha, adversário de Alckmin na disputa pelo governo estadual.

Por causa da crise de abastecimento do Sistema Cantareira, o governador paulista pediu em diversas ocasiões para que a população economize água.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesAlckminPSDBLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.