Alckmin diz que apoio a ACM é regional

O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), disse nesta quarta-feira que o apoio de personalidades ao senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deve ser visto como "manifestação regionalde solidariedade".Na última segunda-feira, ACM recebeu, no Palácio de Ondina, residência oficial do governador baiano, a"visita amiga" de ilustres, como a cantora Gal Costa e a escritora Zélia Gattai, entre outros. "São laços de afeto local que não terminam com o episódio do Senado e devem ser respeitados. Mas não devem impedir oprosseguimento da apuração, o esclarecimento do caso e a punição que porventura as investigações venham a apontar", disseAlckmin.Além de ACM, o senador José Roberto Arruda (sem partido-DF) e a ex-diretora do Prodasen, Regina Borges, são acusadosde violar o painel eletrônico de votação do Senado. Os três serão submetidos nesta quinta-feira a acareação, no Conselho de Ética do Senado.Alckmin disse não esperar novidades ou surpresa nos depoimentos. "Espero que aflore a verdade. Num processo tão delicado e gravenão pode ficar nenhuma sombra de dúvida. Será melhor para o país, para a instituição e para os envolvidos no caso", disseAlckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.