Alckmin diz não se preocupar com Lula na campanha

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, negou hoje qualquer preocupação com o embarque do presidente recordista de popularidade Luiz Inácio Lula da Silva na campanha de seu adversário, Aloizio Mercadante. "Nenhuma preocupação, cada um defende o seu partido", respondeu o tucano.

CAROLINA FREITAS, Agência Estado

24 de agosto de 2010 | 18h24

Lula deflagrou na última sexta-feira, 20, um esforço concentrado no Estado para reforçar o nome da candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, e alavancar o nome de Mercadante. Em três dias, o presidente fez comícios em Osasco, Mauá e São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Pela última pesquisa Datafolha de intenção de voto, Alckmin tem 54% e Mercadante, 16%.

Alckmin acompanhou na tarde de hoje a agenda do candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra. Lado a lado, os dois foram da Ana Rosa à Vila Prudente de Metrô, em um vagão superlotado por políticos, seguranças, jornalistas e cinegrafistas, além dos usuários do transporte. Depois, caminharam pelo bairro da zona leste cercados por uma centena de cabos eleitorais e correligionários.

Na hora de conversar com jornalistas, Alckmin preservou Serra de perguntas incômodas, como sobre a pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje que mostra Dilma na liderança com 18 pontos de vantagem. A primeira pergunta, para Serra, foi se ele acreditava que fazer campanha ao lado de Alckmin o ajudaria. Serra ficou calado e coube a Alckmin responder: "Nossa campanha em São Paulo é muito unida, é casada".

Alckmin engatou então um discurso de três minutos sobre seus planos para o Metrô, caso seja eleito. Serra deixou o encontro sem falar. Ele havia concedido entrevista em um evento anterior, quando disse não ter "o menor interesse" em pesquisas eleitorais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.