Alckmin deseja 'felicidade' ao PSD de Kassab

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), desejou hoje "felicidade" ao PSD do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. A nova sigla, que costura um acordo com o PSDB para a sucessão municipal de 2012, apresentará na tarde de hoje a sua bancada de deputados federais na Câmara. Ao todo, o PSD deve anunciar 57 parlamentares, tornando-se a terceira maior bancada na Casa, superando inclusive o PSDB e o DEM.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

26 de outubro de 2011 | 13h27

"Eu desejo felicidade e espero que o partido possa representar aqueles que ele pretende representar", afirmou o tucano. E retrucou, dizendo que seu partido também vai muito bem no Congresso: "O PSDB vai bem, nós temos uma bancada importante de senadores e deputados, é um partido nacional".

O governador, que participou hoje do lançamento do Programa Habitacional para Servidores Públicos Estaduais, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, falou também que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi correto ao autorizar a união civil entre duas mulheres do Rio Grande do Sul.

Ontem, o STJ julgou procedente a ação do casal de mesmo sexo que reivindicava a união estável. "Na minha avaliação, a Justiça julgou corretamente", disse. "Eu sou favorável ao contrato entre pessoas do mesmo sexo, com direitos civis. O Poder Judiciário trata de direitos civis e decidiu favoravelmente. E eu também sou favorável", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
PSDpartidoAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.